Da AEN

O secretário de Estado do Desenvolvimento Urbano do Paraná, Ratinho Junior, defendeu na quarta-feira (28), em Brasília, a liberação de recursos solicitados pelo Paraná, no último mês de julho, para cinco projetos de mobilidade urbana em Curitiba e Região Metropolitana. O secretário se reuniu com o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, que informou que a União vai priorizar a implantação de quatro corredores de BRT – Bus Rapid Transit ou Transporte Rápido por Ônibus – que somam investimentos de R$ 550 milhões.

biarticulado-29082013Os recursos solicitados pelo Paraná somam R$ 1,25 bilhão e incluem também o Corredor Metropolitano, que ligará sete municípios da Região Metropolitana e demanda investimento de R$ 707 milhões. O secretário Ratinho Júnior disse que o Governo do Paraná tem total interesse em realizar os projetos e a União deve definir como vai financiar as obras – se os recursos serão repassados pela União a fundo perdido ou se por meio de empréstimo.

O ministro pediu para a próxima semana uma reunião técnica sobre o Termo de Referência para Regime Diferenciado de Contratação (RDC), uma novidade da Legislação Brasileira para agilizar as obras da Copa do Mundo de 2014 e das Olimpíadas de 2016, permitindo a licitação conjunta do projeto e da obra, o que reduz os custos e torna mais rápido o processo.

LINHAS – Os projetos levados pelo Estado ao ministério incluem corredores de BRT que vão ligar os quatro maiores municípios da Região Metropolitana aos eixos de transporte de Curitiba – a Linha Verde Norte ao Terminal do Alto Maracanã, em Colombo, com o custo de R$ 175 milhões; a Linha Verde Sul à Fazenda Rio Grande, também com custo de R$ 175 milhões; o Aeroporto Afonso Pena ao bairro do Boqueirão, passando pelo Centro de São José dos Pinhais, com recursos de R$ 100 milhões; e mais uma linha para ligar o Terminal do bairro Capão da Imbuia até Pinhais, com investimento também de R$ 100 milhões.

No último encontro entre representantes do Governo do Paraná e da União, em julho, o vice-governador, Flávio Arns, e o secretário Ratinho Junior apresentaram o pedido de cinco projetos que somam um total de R$ 1,25 bilhão. Além do Corredor Metropolitano e dos quatro corredores de BRT, o governo estadual solicitou também a inclusão de outros projetos para melhorar a mobilidade urbana em mais oito áreas urbanas do interior do Paraná, entre elas Foz do Iguaçu, Londrina, Maringá, Cascavel.