A Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Paraná e o Instituto Ambiental do Paraná (IAP) apresentam nesta quarta-feira (15), às 13h30, no Plenarinho da Assembleia Legislativa, o Cadastro Ambiental Rural (CAR), ferramenta prevista no Novo Código Florestal para tornar o processo de regularização dos imóveis rurais mais simples e ágil.

De acordo como secretário do Meio Ambiente e Recursos Hídricos Luiz Eduardo Cheida, o Cadastro Ambiental Rural é um registro eletrônico obrigatório para todos os imóveis rurais. “O objetivo é integrar as informações ambientais referentes à situação das Áreas de Preservação Permanente, das áreas de Reserva Legal, das florestas, dos remanescentes de vegetação nativa, das Áreas de Uso Restrito e das áreas consolidadas das propriedades e posses rurais do país”, explica Cheida.

Cheida disse ainda, que o cadastro será uma base de dados estratégica para o controle, monitoramento e combate ao desmatamento das florestas e demais formas de vegetação nativa.

Segundo o presidente do IAP, Luiz Tarcísio Mossato Pinto, no Paraná existem mais de 532 mil imóveis rurais que devem se cadastrar. “Queremos ser parceiros dos agricultores para desenvolver de forma sustentável o nosso Estado”, afirmou Tarcísio.

NO PARANÁ – A apresentação do Cadastro Ambiental Rural acontece durante o lançamento do Grupo de Trabalho de Acompanhamento da Implementação do Código Florestal no Paraná.

A iniciativa é parte da Campanha Nacional de Acompanhamento da Implementação do Código Florestal, que visa sensibilizar e mobilizar a sociedade para que esteja atenta ao cumprimento do novo Código Florestal, participando do monitoramento de sua implementação.

“A exemplo do que fizemos com a Lei da Mata Atlântica, queremos levar essas discussões para os Estados, evitando que as decisões e debates aconteçam apenas em Brasília”, explica Mario Mantovani, diretor de Políticas Públicas da Fundação SOS Mata Atlântica.

“A ideia é estimular a cidadania e o acompanhamento da Lei em um processo descentralizado e participativo. Por isso, vamos incentivar o acompanhamento do Código Florestal nos Estados da Mata Atlântica”, diz ele.

Aberto ao público, o evento é uma realização da Frente Parlamentar Ambientalista da Assembleia Legislativa do Paraná, da Fundação SOS Mata Atlântica e da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma).

Serviço:

Lançamento do Grupo de Trabalho de Acompanhamento da Implementação do Código Florestal da Frente Parlamentar Ambientalista da Assembleia Legislativa do Paraná

Data: 15/05 (quarta-feira)

Horário: às13:30hs

Local: Plenarinho da Assembleia Legislativa do Paraná (Praça Nossa Senhora de Salete, s/n) – Centro Cívico – Curitiba