Por SMCS

As três estações tubo destruídas por vândalos na madrugada de sábado (22) foram reativadas a partir do meio da tarde desta segunda-feira (24). As estações Prefeitura (sentido Centro), Palácio Iguaçu e Comendador Fontana voltam a operar em caráter precário para minimizar o desconforto do usuário do transporte coletivo, que ficou sem locais de integração do transporte em todo o trecho entre o Palácio Iguaçu e o Círculo Militar.

As equipes da Urbs trabalharam durante todo o fim de semana para agilizar o retorno da operação nestas estações, mesmo sem os vidros que precisam ser feitos sob medida, o que pode demorar em torno de duas semanas. Lonas impermeáveis cobrem os buracos deixados pelos vândalos. No interior do tubo, há fitas zebradas indicando o limite de segurança para o usuário. É importante que os usuários redobrem sua atenção, uma vez que os espaços cobertos pela lona estão sem vidros.

Para permitir a operação, foi necessário consertar os validadores de cartão transporte e as catracas, além de sinalização no piso para reduzir o risco de tropeços em desníveis provocados pelo vandalismo.

No total quatro estações foram danificadas, mas a estação Prefeitura sentido Centro Cívico não chegou a ser desativada, embora a operação também tenha sido mantida em caráter precário. O balanço da destruição mostra que foram quebrados 85 vidros grandes, 19 vidros de porta, que são um pouco menores e duas portas para acesso de deficientes, além dos danos a elevadores, catracas e validadores (equipamento em que o cidadão passa o cartão transporte para liberar a catraca).

A depredação das estações ficou registrada em imagens geradas pelas câmeras existentes nas estações. As imagens foram colocadas pela Prefeitura à disposição das polícias Federal, Militar e Civil, além de Ministério Público, ainda na madrugada do sábado.