As quatro estações tubo das avenidas Paraná e João Gualberto que estavam desativadas há quase um ano voltaram a funcionar nesta quarta-feira (13). São as estações Bom Jesus, Holanda, Constantino Marochi e Fernando de Noronha.

Elas foram fechadas gradativamente a partir de maio do ano passado com previsão de retorno em 90 dias, o que acabou não ocorrendo em função de atrasos nas obras e na reforma das estações.

A desativação das estações para reforma e desalinhamento faz parte do projeto de implantação do Ligeirão Norte previsto inicialmente para ligar o Terminal Santa Cândida à estação Bento Viana, no final da canaleta da Avenida Sete de Setembro.
O fechamento é feito de forma gradativa e alternada. Assim, a partir do retorno destas quatro estações, devem ser desativadas, ainda neste mês, as seguintes: Joaquim Nabuco e Antonio Lago, na Avenida Paraná.

Na outra ponta do trajeto do Ligeirão, a Avenida Sete de Setembro, foram desativadas a estação Coronel Dulcídio, em julho do ano passado, e a Alferes Poli, em janeiro deste ano, as duas com previsão de retorno até o final de abril. O projeto ainda prevê o desalinhamento das estações Antonio Cavalheiros, Gago Coutinho, Maria Clara, Moisés Marcondes e Osvaldo Cruz.

O desalinhamento consiste em alterar a localização dos tubos que deixam de ficar frente a frente.

O projeto do Ligeirão Norte está sendo revisto pela Prefeitura, na busca por alternativas que não incluam o contorno do ônibus pela Praça do Japão. A previsão é que o novo ônibus entre em operação no ano que vem, beneficiando 50 mil passageiros por dia.