Foto: Everson Bressan/SMCS
CCO chama a atenção de quem passa pela Rua XV

A abertura de um Centro de Controle Operacional (CCO) do transporte coletivo e do trânsito chamou a atenção no calçadão da Rua XV, desde que a estrutura da estação tubo oi montada. Aberto ao público na tarde desta segunda-feira (1) pelo prefeito Gustavo Fruet, o CCO da Urbs vai permitir, durante as próximas duas semanas, que o público acompanhe em tempo real o acontecendo nas ruas e nos ônibus da cidade.

A Estação 320, homenagem aos 320 anos da cidade, é uma unidade do Centro de Controle Operacional da Urbs onde técnicos, engenheiros, agentes e operadores de trânsito e transporte acompanham o transporte e o trânsito em condições de realizar, em questão de minutos, intervenções que venham a ser necessárias.

Quem visitar a Estação poderá acompanhar o monitoramento do transporte e do trânsito, feito por operadores da Urbs e da Secretaria Municipal de Trânsito. O funcionamento será de segunda a sexta-feira das 9h às 19 horas; aos sábados 9h às 13 horas; e nos domingos das 10h às 13 horas.

“É uma forma de permitir que as pessoas vejam como é feito o trabalho na Urbs”, disse Gustavo Fruet. O monitoramento, disse ele, permite a melhoria do atendimento à população e é uma ferramenta fundamental de gestão do trânsito e do transporte. “Vamos investir muito em tecnologia e pesquisa, que são essenciais para a melhoria do sistema”, afirmou Fruet destacando que só no trânsito e no transporte serão 711 câmeras, além das câmeras de segurança que também estão sendo instaladas nos tubos e terminais de transporte.

24 câmeras

O Centro de Controle Operacional instalado na Urbs é formado por um painel de 7,20m por 1,80m, com 21 telas de LCD de 46 polegadas, onde são projetadas as imagens captadas por 24 câmeras que monitoram o trânsito e 208 que monitoram estações tubo e terminais. Tem bancadas individuais com duas telas de computador, o que permite ações simultâneas, como receber e enviar mensagens. O CCO instalado na Estação 320 é o mesmo Centro de Controle Operacional na Urbs. A única diferença é o tamanho, uma vez que a estação conta com oito telas de LCD e três estações de trabalho.

A iniciativa atraiu a população que, em questão de minutos lotou o CCO na Rua XV. A universitária Rosiane de Fátima dos Santos, da área de gestão ambiental aprovou a idéia. “É sensacional ver o que acontece na cidade, dar uma espiada no povo curitibano. É importante para ver o que somos nas ruas”, disse ela.

Monitoramento

Além das câmeras, a CCO do transporte coletivo conta com o monitoramento por GPS e computadores de bordo de todos ônibus do transporte coletivo, trabalho que também pode ser visto na Estação 320, na XV de Novembro. O sistema permite também a comunicação on line entre o operador do CCO e o motorista o que agiliza intervenções necessárias.

Se um ônibus tiver um problema mecânico, por exemplo, a ordem da fiscalização da Urbs para substituí-lo é imediata. Essa rapidez é fundamental, também, em caso de acidente, quando o socorro é acionado na hora. Em caso de bloqueio na pista – obras ou acidentes, por exemplo – o motorista recebe em tempo real a ordem para desvio de rota, evitando congestionamentos e atrasos.

O Centro de Controle Operacional faz parte do Sistema Integrado de Mobilidade (SIM), um investimento de R$ 61 milhões com financiamento da Caixa Econômica, dentro do PAC da Copa. Também faz parte do SIM a instalação de painéis eletrônicos em todos os pontos de parada dos terminais e nas estações tubo informando o horário do próximo ônibus. Os painéis já estão sendo instalados e em vários terminais já estão acionados em período de teste. Serão, no total, 694 painéis.