Da SMCS

A Urbs inicia nesta quinta-feira (07) um projeto-piloto de comercialização de créditos e cartões transporte avulso utilizando a estrutura do sistema de transporte. Um ponto de venda foi aberto na estação tubo Santa Quitéria, que se soma a mais 24 pontos para adquirir créditos e cartões transporte. Na semana passada foi iniciada a venda de créditos e cartão avulso através de parcerias com bancas de jornais e revistas e pontos comerciais em terminais de transporte.

Na estação Santa Quitéria, localizada na Avenida Arthur Bernardes, em frente ao 9º Distrito Policial, a operação de carga de créditos será gratuita e o cartão transporte avulso será comercializado por R$ 3,00 – como acontece nos pontos credenciados.

estaçaotubo

Foto: SMCS

Em qualquer um dos 25 endereços, a carga de créditos no cartão é imediata. A compra de créditos também pode ser feita pela internet, no site da Urbs (www.urbs.curitiba.pr.gov.br) e, nesse caso, os créditos ficam disponíveis no sistema no prazo de até 72 horas, em razão de procedimentos bancários.

Assim como a comercialização de créditos nas bancas, o projeto-piloto na estação tubo Santa Quitéria faz parte do processo de modernização do cartão transporte. Desde sexta-feira (01) a passagem em 66 linhas que operam com micro-ônibus, sem cobrador, só pode ser paga com cartão transporte.

A participação da população no projeto tem sido significativa. Em apenas duas semanas – de 14 a 31 de julho – foram emitidos em torno de 21 mil cartões transporte usuário, mais do que o dobro da média registrada de janeiro a junho, de 7,9 mil cartões por mês. Por outro lado, de sexta-feira (01) até a manhã desta quarta-feira, mais de 120 mil passagens foram carregadas nas bancas e pontos comerciais credenciados, em cartões transporte avulsos e usuário.

O cartão transporte na modalidade usuário, feito nos postos de atendimento da Urbs, pode ser carregado com até 220 créditos – sendo permitindo a recuperação dos créditos em caso de roubo ou extravio. Também é possível utilizá-lo para integração temporal nas estações da Linha Verde, na linha Interbairros I, na própria estação Santa Quitéria, onde é possível a integração com a linha Vila Velha/Buriti e entre as linhas Jardim Ipê e Raposo Tavares. A integração temporal possibilita o acesso do usuário a diferentes trajetos, utilizando quantos ônibus necessitar, sem pagar uma nova passagem.

O cartão transporte usuário é gratuito (1ª via) e feito na hora, bastando apresentar documento de identidade original com foto e CPF. Já o cartão avulso pode ser comprado nas bancas e pontos comerciais credenciados e agora na estação Santa Quitéria por R$ 3,00. É possível recarregar quantas vezes for necessário, mas só até o saldo limite de 25 créditos. Nesta modalidade, não é possível bloquear o cartão e também não permite resgate de créditos em caso de perda ou roubo, além de não servir para integração temporal.

Os dois tipos de cartão – avulso e usuário – podem ser recarregados gratuitamente na Urbs e na estação Santa Quitéria; e, ao custo de R$ 1,00 nos 23 pontos comerciais credenciados.

As próximas etapas na modernização do cartão transporte já estão em estudo. Entre elas, o lançamento do cartão transporte pré-pago, previsto para entrar em operação até o fim do ano, e a criação de tarifas diferenciadas com desconto para quem utiliza o cartão transporte.

A Rede Integrada de Transporte registra, em média, 1,1 milhão de passageiros pagantes por dia e, destes, em torno de 55% utilizam o cartão transporte.