Por Elizangela Jubanski

Vale salarial não foi depositado e trabalhadores podem parar. Foto: SMCS

 

Cinco empresas de ônibus não arcaram com a promessa de depositar o  vale salarial no último dia 20 de dezembro e a Grande Curitiba pode amanhecer com greve parcial do transporte coletivo. As empresas CCD, São José Filial, Tindiquera e Araucária Filial e Matriz estão em débito com os trabalhadores e uma assembleia programada para acontecer na primeira hora do expediente dos motoristas e cobradores pode decidir o futuro das atividades dos ônibus neste sábado (24). A Prefeitura de Curitiba alega, por meio de nota, que o valor total da dívida será quitado até terça-feira (27) que vem.

O Sindicato dos Motoristas e Cobradores de Curitiba e região metropolitana (Sindimoc) afirmou, em comunicado, que a Urbs prometeu que o repasse total seria feito nessa sexta-feira (23). O valor repassado seria em torno de R$ 1 milhão e 300 mil. Como a categoria se mantém em estado de greve, já que na terça-feira houve paralisação por conta do 13º salário, não há necessário cumprir, por determinação, a medida que antecede a greve, intitulada indicativo.

Também por meio de nota à imprensa, o Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) se manifestou e afirmou ver com ‘perplexidade o absoluto descaso da poder público com a população de Curitiba. As operadoras vêm demonstrando preocupação com essa situação há tempos, e os órgãos públicos parecem acreditar que vão conseguir superar o problema ao fingir que ele não existe”, afirma.

Segundo as empresas dos ônibus, a Urbs repassou R$ 845 mil. “Com isso, a dívida da gerenciadora do sistema voltou a subir e já chega a R$ 3,8 milhões, referentes a 32% do dia 17 e 100% dos dias 18, 19, 20 e 21. Cabe ressaltar, portanto: o serviço já foi prestado e a Urbs está rigorosamente em atraso com os repasses”, finaliza a nota.

Outro lado

A Banda B entrou em contato com a Prefeitura de Curitiba e foi informada que a Urbs tem feito todos os esforços pra manter os repasses às empresas de transporte coletivo em dia. A nota diz que houve repasse às empresas, mas que dívida total será quitada apenas na terça-feira que vem (27).

“Nesta sexta, foram repassados R$ 843 mil. A dívida de R$ 3,8 milhões é referente aos dias 18, 19, 20 e 21, que deve ser regularizado até a próxima terça-feira, 27, conforme o fluxo de caixa com a venda de crédito de transporte. Diariamente, as empresas recebem 40% das passagens vendidas a dinheiro, a título de antecipação. A Urbs reforça que durante o ano já foram repassados mais de R$ 20 milhões referentes ao provisionamento do 13 dos trabalhadores, previstos na tarifa”.

Linhas

Em Curitiba, os ônibus da empresa São José Filial operam em 27 linhas, nos terminais do Boqueirão, Carmo e Hauer, além de algumas linhas do Interbairros II. A Araucária Filial também opera diversas linhas que circulam em Curitiba, nos bairros Campo Comprido, Cidade Industrial, Batel, Seminário, Campina do Siqueira, Portão, Capão Raso, entre outros.