Redação

Um grupo empresarial do Rio de Janeiro, ligado ao setor de shopping Center, arrematou o prédio do Shopping Total, em Curitiba, em leilão judicial realizado nesta quinta-feira (20). O imóvel de 41 mil metros quadrados e o terreno de 31 mil metros quadrados, no bairro Portão, foram arrematados por R$ 120 milhões, que era o valor mínimo do lance. As informações são do Blog Mirian Gasparin. Por meio de nota, a administração do Total garante que o terreno foi comprado pelos atuais donos, sem entrar em detalhes da ligação existente com o grupo carioca.

totalUm dos imóveis leiloados é o do Shopping Total

De acordo com a jornalista, que é especialista em negócios, o leilão realizado ontem, reuniu imóveis da massa falida do extinto Grupo Hermes Macedo e já é considerado o maior leilão judicial já realizado em todo o Brasil. Ao todo, foram arrematados três imóveis o que representou a arrecadação de R$ 136 milhões.

Segundo Gasparin, como o fato do Shopping Total não ter arrematado poderia fazer com que o proprietário tivesse em duas opções:  desocupar o local num prazo de 90 dias ou então poderá fazer um contrato de locação com o novo proprietário. Porém, o shopping nega a perda do leilão.

Até o momento, não foi revelado o nome do grupo comprador do imóvel, o que deve acontecer nos próximos dias com a efetivação do negócio.

Outros imóveis

No leilão também foi arrematado um imóvel nas ruas Barão do Rio Branco e José Loureiro, onde um dia funcionou a  sede das lojas  HM, pelo valor de R$ 15, 5 milhões. O comprador foi o empresário curitibano, João Carlos Ribeiro, que também é o presidente do Graciosa Country Club. Um grande empreendimento imobiliário deve ser construído no local.

O outro imóvel foi arrematado pela Igreja Pentecostal Deus É Amor que comprou  à vista, por R$ 1 milhão e dez mil reais, o local que um dia abrigou  a revenda de pneus e acessórios automotivos das Lojas Hermes Macedo, na esquina das Ruas Visconde de Guarapuava, Tibagi e João Negrão. Este espaço já vinha sendo ocupado pela igreja.

O dinheiro do leilão será utilizado para quitar os débitos emergenciais e dar início ao pagamento do Refis Estadual.

Mais informações no Blog Mirian Gasparin