Por Felipe Ribeiro

guilherme

Foto: Arquivo Pessoal

Com uma doença rara conhecida como Anomalia de Ebstein, o pequeno Guilherme Gutowski Barres, de 5 anos, vem lutando há pelo menos um deles para poder viver como uma criança normal. Cardiopatia na válvula tricúspide, a Anomalia de Ebstein provoca insuficiência cardíaca congestiva, acúmulo de líquido nos pulmões e aumento no tamanho do coração, que pode levar a certas perdas de função. Nessa luta, a mãe Caroline Gutowski dos Santos criou rifas e uma ‘vaquinha virtual’, que tem o objetivo de arrecadar R$ 57 mil para a cirurgia do filho, e trouxe o filho para tratamento em Curitiba.

guilherme2

Foto: Arquivo Pessoal

Em entrevista à Banda B nesta sexta-feira (19), Caroline contou que ela e o filho moram em União de Vitória, no sul do estado, mas a arrecadação ainda está muito abaixo do esperado. “Assim que recebemos a indicação médica para corrigir a válvula, buscamos um médico que é referência no tipo de tratamento. Esse especialista realiza o procedimento no estado de São Paulo e criou uma forma muito positiva para a cirurgia do Guilherme”, explicou.

Guilherme nasceu com a cardiopatia e, ainda aos 24 dias, sofreu uma parada cardiorrespiratória e foi parar em uma UTI de Campo Largo, na região metropolitana de Curitiba. Na ocasião, a anomalia não foi identificada, mas a mãe sempre estranhou as cores roxas que o pequeno costuma ficar. Após uma forte dor de cabeça sentida pelo pequeno há cerca de um ano, a doença foi diagnosticada.

Segundo Caroline, eles estiveram em São Paulo nesta última semana e, com o orçamento pronto da cirurgia, perceberam que precisariam de ajuda. Quem puder ajudar o pequeno Guilherme com qualquer valor, pode entrar no site https://www.vakinha.com.br/vaquinha/nosso-pequeno-grande-coracao/contribua.

Mais informações estão na fanpage de ajuda ao Guilherme: https://www.facebook.com/Luta-de-um-pequeno-Cora%C3%A7%C3%A3o-472630039583529/?fref=nf.