Por Felipe Ribeiro

Rua Almirante Gonçalves, Curitiba (Jhonatan Lima)

Rua Almirante Gonçalves, Curitiba (Jhonatan Lima)

A forte chuva que caiu sobre Curitiba no início da tarde desta quarta-feira (21) acumulou o equivalente à quase metade do esperado para o mês de outubro. A informação foi divulgada pela Prefeitura de Curitiba, que informou ainda que não há registro de pessoas desabrigadas ou com residências alagadas. Porém, vários ouvintes relataram alagamentos em ruas e casas na cidade. Ao todo foram 60,8 milímetros (mm) em alguns bairros, sendo que o normal do mês é 130 mm.

Segundo o Instituto Meteorológico Simepar, o bairro Jardim das Américas registrou menos chuva. Foram 31 mm até às 16 horas. “O tempo segue mais instável nas próximas horas nessas regiões, enquanto que no interior do Paraná o que predomina é o calor, com temperatura bem acima dos 30°C em grande parte do Estado”, informou o meteorologista Lizandro Jacóbsen no site do Simepar.

O bairro mais atingido foi o de Santa Felicidade, com registro de 60,8 milímetros em uma hora. No São Braz foram 51,8 milímetros no mesmo período, Vista Alegre 35 milímetros e no Centro 16,6 milímetros. Os ventos atingiram de 50 a 60 quilômetros por hora com a chegada da chuva.

Não houve registro de árvores caídas, apenas de galhos de árvores. No momento, há 91 sinaleiros apagados, ou em alerta, principalmente nos bairros Juvevê, Água Verde e Portão. Equipes da Setran estão nos locais mais complicados.

A Copel informou que, por volta das 16 horas, eram 20,7 mil residências sem energia elétrica. Os desligamentos aconteceram pelos fortes ventos e se concentravam nos bairros Campina do Siqueira, Barigui, Novo Mundo e Santa Quitéria.