O proprietário de um posto de combustível localizado em Luiziana, a 436 quilômetros de Curitiba, revelou em depoimento à polícia que combinava preços de combustíveis com os concorrentes para vencer a licitação de fornecimento do produto para a prefeitura da cidade. Robson Luiz Pavlak, sócio do Posto Tucano, disse que se reunia previamente com concorrentes, definindo valores e produtos que seriam ofertados. O posto de Pavlak apresentava a proposta para fornecimento de diesel e os concorrentes ofertavam álcool e gasolina, com valores pouco menores dos especificados no edital que fazia referência aos preços máximos praticados no mercado. Anualmente, o posto de Pavlak fornecia em média 350 mil litros de óleo diesel à prefeitura.

Para ler a matéria completa no Portal Terra clique aqui.