Um operação da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV) no Jardim das Américas, em Curitiba, na última segunda-feira (25), terminou com a recuperação de dois carros roubados e na prisão do proprietário da Gago Autopeças, Rodrigo Marcos Nogueira, o “Gago”, 32 anos. A loja está situada na Avenida Salgado Filho, no Uberaba, em Curitiba.

Policiais estavam investigando o roubo do veiculo i30, placas AHY-9886, levado de uma residência no Vista Alegre, em 20 de março, quando três homens armados renderam os proprietários e levaram vários objetos do local, fugindo na sequência com o veiculo.

Segundo o delegado titular da DFRV, Renato Bastos Figueiroa, os policiais localizaram o i30 na Automecânica Ernesto, situada na Rua Joaquim Amaral, Jardim das Américas, sendo que em vistorias no local foi encontrado também o Focus, placas AVV-3540, roubado em 24 de março no Jardim Botânico. “Indagado sobre os veículos, o proprietário da mecânica afirmou que um adolescente teria deixado o i30 para troca de óleo, enquanto o Focus teria sido deixado para uma revisão pelo dono da Gago Autopeças”, contou o delegado.

O adolescente fora apreendido no interior de um táxi, na Avenida Comendador Franco, logo após deixar o local, enquanto Rodrigo Marcos Nogueira, o “Gago”, 32 anos, foi preso no seu local de trabalho.

Encaminhado para a Delegacia do Adolescente, o menor, de 15 anos, foi reconhecido como um dos autores do roubo a residência.

Divulgação Polícia Civil
Gago negou que era dono da autopeças

“Interrogado, ‘Gago’ negou os fatos, atestando que o proprietário da mecânica se enganou, afirmando ainda não ser o proprietário da Autopeças, que por coincidência leva seu apelido”, contou o delegado.

Gago foi autuado em flagrante pelo crime de receptação qualificada, uma vez que trabalha no ramo de Autopeças, podendo pegar de 3 a 8 anos de reclusão.“São esses ‘empresários’ do ramo clandestino de autopeças que fomentam toda essa cadeia criminosa de furto e roubo de veículos na capital, o que faz essa prisão ser um exemplo a não ser seguido pelos demais”, disse Figueiroa.