Professores de todo o Paraná começaram nessa semana as aulas de formação continuada oferecidas pelo Governo do Estado para melhorar o ensino e a carreira dos profissionais da educação. Esse ano, cerca de 2 mil professores participam do Programa de Desenvolvimento Educacional (PDE). As aulas inaugurais e o 1º Seminário Integrador estão acontecendo nos 32 Núcleos Regionais de Educação do Estado.

O programa é oferecido a professores da rede estadual de ensino que fazem parte do Quadro Próprio do Magistério, desde que estejam exercendo suas atividades. Além de melhorar a qualidade do ensino, o PDE conta pontos para progressão na carreira pública do professor.

O programa tem prazo de dois anos. No primeiro, o professor afasta-se de suas atividades de docência e dedica tempo integral aos estudos teóricos. Depois, volta para a sala de aula, podendo dedicar 25% da carga horária para aplicação prática de sua pesquisa na rede de ensino e no restante do tempo continua os estudos. Segundo a professora de Língua Portuguesa Ana Dirce Sari, de Toledo, este é um período de estudos que oferece a oportunidade de melhorar e ampliar a capacidade de atuação profissional. “Na medida em que se desenvolve um projeto, pensando na sala de aula, elabora-se uma proposta acreditando que pode dar certo”, diz Ana Dirce.

PROGRAMA – O Programa de Desenvolvimento Educacional é realizado pela Secretaria de Estado da Educação em parceria com a Secretaria de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior , além das 14 instituições públicas de ensino superior do Estado.

O PDE oferece vagas em dezessete áreas/disciplinas curriculares, distribuídas pelo critério da proporcionalidade entre o número de professores concursados nas disciplinas.