catve.tv
Duas pessoas morreram na D20 e quatro ficaram feridas neste acidente

Dois graves acidentes na região oeste do Paraná, deixaram três pessoas mortas e quatro gravemente feridas nesta terça-feira (26). O acidente com maior número de vítimas aconteceu hoje pela manhã, na BR 163, trecho que liga Toledo a Marechal Cândido Rondon.

Uma caminhonete D 20 de Rondonópolis, um Gol de Guaíra, um caminhão bitrem, placas de Videira/SC e um furgão placas de Cascavel se envolveram no acidente. O motorista e a passageira da D 20 morreram na hora. Outras quatro pessoas que estavam no Gol ficaram gravemente feridas e foram levadas ao Hospital Bom Jesus. São elas: Idenilse Fantin, 38 anos, Cleonice Postai, 47 anos, Rodrigo Chiquetti Fantin, 13 anos e Josué Rodrigues.

A Polícia Rodoviária Federal de Quatro Pontes e o Corpo de Bombeiros de Toledo atenderam as vítimas. De acordo com a PRF o motorista da D 20 tentava uma ultrapassagem, quando rodou na pista, bateu de frente com o caminhão, e depois atingiu a lateral do furgão e o veículo Gol que vinha atrás do bitrem. Delmar Zueiecnwicz, motorista do caminhão, e José Possidônio que dirigia o furgão não sofreram ferimentos.

Os corpos ainda não identificados foram levados ao IML de Toledo.

Para assistir à reportagem da catve.tv, clique aqui

Caminhoneiro morreu neste acidente na BR 467

Caminhoneiro morto

O outro grave acidente aconteceu na madrugada. Um caminhoneiro morreu após colidir na traseira de uma carreta, na BR 467, em Sede Alvorada. O acidente ocorreu por volta de 1 hora da manhã no km 90, entre Toledo e Cascavel.

O corpo de Jorge Faleguski, 34 anos, ficou preso às ferragens da cabine totalmente destruída. Bombeiros tiveram que retirar a vítima que foi encaminhada ao IML (Instituto Médico Legal de Cascavel).

O caminhão que estava carregado com laranjas era de Taquari/RS e atingiu uma carreta de Guaíra que transportava madeiras, mas o condutor do outro caminhão não ficou no local do acidente, sendo localizado mais tarde pela Polícia Rodoviária Federal em um posto de combustíveis.

O motorista Antonio Fernandes Costa foi conduzido à 15ª SDP (Subdivisão Policial). Ele prestará depoimento e pode ser indiciado por não prestar socorro ou liberado caso seja comprovado que realmente não viu o que aconteceu. A carreta foi recolhida ao pátio da PRF. Ele passou por teste de bafômetro e não estava embriagado.

No caminhão da vítima os policiais encontraram comprimidos classificados como anfetamina, conhecidos como rebites e pelo efeito anti-sono. A suspeita é que ele tenha cochilado ao volante quando houve o acidente.

A carga de laranjas e o veículo estão sendo retirados da rodovia na manhã de hoje.

Para assistir à reportagem da catve.tv, clique aqui