Da Redação

A doceira Janete Martins, moradora em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, desabafou na última sexta-feira (17) na rede social Facebook. Conhecida como Fada dos Doces, ela foi vítima de um bilhete racista, deixado em sua caixa de correios.

O teor do bilhete chocou Janete, familiares e internautas: “Passei aqui na sua casa só para deixar um recadinho. Você sabe que a maioria das pessoas brancas não gostam de gente de cor como você, pena que poucas têm a coragem que tenho. A maioria diz não ser racista, a verdade é que nem um branco dá o mesmo valor a uma pessoa de cor. Você nunca vai ganhar como um branco, nunca terá o mesmo valor de um branco, nunca será recebida igual uma de nós, branca. Tenho um conselho para você: Aceita que é melhor você nunca será igual a nós branco, carrega no sangue o DNA de um escravo e sempre será tratada como tal”, disse.

A mesma doceira, no início deste mês, havia relatado outro caso de racismo pelo qual passou, quando uma suposta cliente foi até a sua residência pedindo por uma encomenda e desistindo. “Ela alegou que não sabia que eu era de cor e, por isso, foi embora”, relatou à época.

Confira a postagem: