Quem passa pelo Centro de Curitiba há pelo menos uma semana precisa pagar ou procurar um local particular para fazer as necessidades básicas. O único sanitário público gratuito em local aberto, localizado no Passeio Público, está com as portas fechadas. A denúncia foi feita por ouvintes à Banda B nesta quarta-feira (20) e confirmada pela empresa Phatano, responsável pela manutenção do local. A falta de repasse de verba do contrato da prefeitura com a terceirizada é o motivo para os sanitários estarem fechado.

Célio Borba
Quem quis usar os banheiros hoje não conseguiu

O ouvinte que enviou a denúncia à Banda B disse que tirou a foto por volta das 9h20 e, enquanto estava no Passeio Público, flagrou frequentadores urinando próximo ao local, à margem do lago. “Eles estavam fazendo as necessidades junto às árvores. Conversei com uma funcionária que me confirmou o problema com o repasse. Daqui a pouco vai ser difícil não sentir o cheiro de urina no Passeio Público”, falou Célio Borba.

A Banda B entrou em contato com a empresa Phatano e a informação da falta de repasse foi confirmada pelo funcionário que atendeu a ligação. Entretanto, ele disse que a empresa, para não ser prejudicada, não entrará em mais detalhes sobre o impasse. Ele também não confirmou a quanto tempo o banheiro de fato está fechado.

Resposta Prefeitura

A assessoria de imprensa da Prefeitura informou que a manutenção do vaso sanitário está sendo feito pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente e os banheiros serão reabertos na tarde de hoje. Segundo o informado, não houve paralisação da empresa Phatano e a questão do repasse está sendo tratada diretamente pela comissão de revisão de contratos.

Outra dica dada pela Prefeitura é que quem estiver apertado pode usar o sanitário do restaurante do Passeio Público, já que por contrato é liberado o uso dos sanitários pelos frequentadores.