A presidenta Dilma Rousseff terá um breve encontro privado com o papa Francisco durante a viagem que fará ao Vaticano para a cerimônia de coroação do argentino Jorge Mario Bergoglio, na próxima terça-feira (19). Segundo a Secretaria-Geral da Presidência da República, o ministro Gilberto Carvalho recebeu na manhã de hoje (15) a ligação do núncio apostólico no Brasil, Giovanni d’Aniello, informando que o papa receberá os cumprimentos da presidenta pessoalmente.O Vaticano ainda não confirmou o horário do encontro, mas a previsão é que seja após a cerimônia de coroação.

Além de saudar o papa Francisco, a presidenta Dilma reforçará o convite para que ele venha ao Brasil para a Jornada Mundial da Juventude, que ocorrerá no Rio de Janeiro em julho. O ministro Gilberto Carvalho irá acompanhar a presidenta na viagem.

Hoje, a presidenta Dilma Rousseff disse que considera importante sua ida ao Vaticano para a cerimônia de posse do pontífice. “Eu comparecerei a Roma na medida em que convidaram e o Brasil é um país que tem uma população católica muito expressiva. Acredito que será importante eu, enquanto presidente – eu não estou falando como pessoa porque como pessoa eu fui criada na Igreja Católica -, mas estou representando como presidente essa população católica do nosso país”, disse Dilma aos jornalistas.

No fim do mês passado, durante reunião de monitoramento dos preparativos para a Jornada Mundial da Juventude, no Palácio do Planalto, Carvalho disse que os três níveis de governo – federal, estadual e municipal – estão dedicados a promover um grande evento com logística adequada, digno do Brasil, país com o maior número de católicos.