Da Redação

A presidente Dilma Rousseff lançou, na tarde desta sexta-feira (9) o edital de concessão do metrô de Curitiba. A construção do sistema de transporte deve usar R$ 4,56 bilhões, entre recursos do governo federal, estadual e da prefeitura. Hoje, antes da cerimônia, o secretário de municipal de planejamento, Fábio Scatolin, anunciou que a estação Santa Regina, entre os terminais do Pinheirinho e do Capão Raso, está de volta a primeira fase do projeto

dilma-fruet

Foto: Portal Brasil

Ao todo, o governo federal repassará R$ 1,8 bilhão em recursos oriundos do Orçamento Geral da União, ou 39% do total estimado para as obras. Além disso, o governo irá financiar mais R$ 1,4 bilhão em condições privilegiadas.

O processo de licitação do metrô será gerenciado pela BM&F Bovespa. Por meio de licitação internacional, será definida a empresa responsável pela construção do sistema metroviário. Os consórcios interessados têm 45 dias para apresentar propostas a contar da data de lançamento do edital. O grupo vencedor será responsável pela gestão do sistema pelos próximos 35 anos.

Imagem: Reprodução

Imagem: Reprodução

Contorno Sul

Durante o discurso, Dilma também anunciou a inclusão do contorno sul de Curitiba, da BR-376, no Programa de Aceleração de Crescimento (PAC 2). A obra está orçada em cerca de R$ 450 milhões para a restauração de um trecho de 14,5 quilômetros.

Outros projetos

Outros três projetos foram incluídos no PAC: a ampliação da capacidade e velocidade das linhas de ônibus BRT, a remodelação da linha Inter II e a conclusão da Linha Verde. Somados, os quatro projetos receberão investimentos de R$ 5,2 bilhões.

“E um dia histórico para a cidade. Temos muito orgulho de Curitiba e de sua história, mas a cidade cresceu nos últimos anos mais que sua capacidade de intervencão. Precisamos apressar o passo e a mobilidade e o grande nó a ser desatado, pela força que tem como fator de desenvolvimento e produtividade”, disse o prefeito Gustavo Fruet.

Notícia Relacionada:

Dilma visita Arena na tarde desta sexta-feira; quadras do Água Verde serão bloqueadas