A Delegacia de Homicídios de Curitiba (DH) avança na investigação do assassinato da diarista Evanir de Fátima França, de 42 anos, que aconteceu na última segunda-feira (12) no bairro Hauer, em Curitiba. Na terça-feira (13) foi divulgada a informação que o crime poderia ter sido um latrocínio (roubo seguido de morte), já nesta quinta-feira (14) veio àtona a hipótese de um crime passional.

De acordo com o delegado Rubens Recalcatti, da DH, a vítima era casada e estava se envolvendo com outro homem. “Temos informações interessantes. Este caso vem sendo trabalhado com muito cuidado. Ela não estava separada, morava com um senhor de mais idade e com deficiência física. Parece que ela estava se encontrando com outro homem. Amante é uma coisa muito pesada, vamos chamar de namorado e por isso a passionalidade volta à tona como uma linha de investigação”, ponderou Recalcatti em entrevista à Banda B hoje.

Outra linha de investigação segue sendo o latrocínio. “Como foram levados os pertences dela existe esta hipótese também. Em breve teremos novidades a vocês, posso garantir”, concluiu Recalcatti.

Evanir morreu com um saco na cabeça na casa dos patrões, que tinham viajado para passar o feriado de Carnaval na praia.