O presidente da Sanepar, Fernando Ghignone, e o diretor de Meio Ambiente da empresa, Péricles Weber, participam das comemorações do Dia Mundial da Água nesta sexta-feira (22), na Praça Rui Barbosa, em Curitiba, onde uma grande exposição, com cerca de 60 animais taxidermizados, será aberta ao público às 11 horas.

A exposição é composta por uma trilha de 16 metros, chamada de Safári Noturno, repleta de aves, répteis e mamíferos de diferentes regiões do Estado, do país e do mundo.

No trajeto, que os visitantes iluminam com lanternas, é possível ver um tigre-de-bengala, um dos maiores carnívoros do planeta ameaçado de extinção, com três metros de comprimento e cerca de 300 quilos; um lobo-guará, característico da região dos Campos Gerais; uma cotia, responsável por grande parte do plantio da araucária no Paraná; e uma harpia ou gavião-real, maior águia do planeta. O público também verá o macaco mandril, que vive em bandos na África Ocidental e o macaco siamango, originário das florestas das montanhas da Malásia.

Instituto Harpia – Os animais taxidermizados pertencem ao acervo do Instituto Harpia de Pesquisa em História Natural, da Universidade Estadual do Norte do Paraná, campus de Cornélio Procópio.

De acordo com o presidente do Instituto e diretor do Departamento de Museu e Taxidermia da Sociedade de Zoológicos e Aquários do Brasil, João Galdino, os animais empalhados foram recolhidos em apreensões feitas pelo Ibama e pela Polícia Federal, em poder de caçadores. Outros morreram em cativeiros ou zoológicos. “O acervo foi montado ao longo de 55 anos”, destaca.

A exposição estará aberta até o dia 28 de março, inclusive no fim de semana, das 10 às 20 horas. Junto ao estande, todos os dias, entre 12 e 14 horas, e nos finais da tarde, entre 18 e 20 horas, serão realizados shows com atrações locais.

Ações ambientais – Ao longo da semana, a Sanepar irá promover várias ações ambientais por todo o Estado, em comemoração ao Dia Mundial da Água, celebrado nesta sexta-feira (22). As atividades, em locais e horários diversos, pretendem mobilizar mais de cinco mil pessoas em reflexões e atitudes práticas que recuperem e protejam os recursos naturais.

Palestras, visitas técnicas e oficinas multidisciplinares serão ofertadas em escolas e faculdades de Apucarana, Clevelândia, Goioerê, Ponta Grossa, Maringá e Guarapuava. No Litoral, a empresa participa do projeto “Colorindo os Dias na Praça Central”. A Sanepar participa ainda de plantio e entregas de mudas de árvores nativas, soltura de 50 mil alevinos em parceria com a Copel e participação no Fórum da Agenda 21.