Por Luiz Henrique de Oliveira

menino-desaparecidodentro27082013

João Rafael desapareceu no último dia 24 (Foto: Reprodução Facebook)

Amanhã, dia 13 de setembro, a cidade de Adrianópolis, na região metropolitana de Curitiba, chegará ao 20° dia do desaparecimento do pequeno João Rafael, de dois anos. O garoto sumiu no último dia 24 quando brincava nas margens de um rio na casa em que morava. Existem duas hipóteses para o caso: na primeira, o menino teria sido raptado, na segunda, ele teria caído nas margens de um rio que fica próximo à casa de sua família.

Segundo Leonice Santos, tia de João Rafael, as buscas do Corpo de Bombeiros terminaram sem êxito e para a família isto pode ser considerado um motivo de esperança. “No sentido de que ele esteja vivo sim. Foi feita uma imensa varredura, então nós acreditamos mais na hipótese de rapto. Não podemos dar muitas informações, porque o Sicride (Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas) da Polícia Civil, que investiga o caso, pediu sigilo.

Depois de 20 dias de desaparecimento, apenas uma pista foi encontrada. “O boné que pode ser dele foi algo que aconteceu, mas é muito pouco. Neste final de semana os moradores estão pensando em fazer uma varredura de novo no rio para ver se encontramos alguma pista”, explicou Leonice.

Notícia Relacionada:

Menino de dois anos desaparece e mobiliza população da RMC nas buscas

No aniversário de dois anos de João Rafael, família fica ainda mais abalada no 6° dia sem notícias

Boné do menino João Rafael é encontrado na margem de rio; criança continua desaparecida