Da AEN

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER-PR) iniciou os trabalhos para ampliação da capacidade de carga do ferryboat Nhundiaquara. O investimento é de R$ 2,6 milhões na modernização, aumento da capacidade da embarcação e na recuperação de um flutuante e de uma ponte.

Obras DER

Foto: AEN

A melhoria faz parte do acordo feito entre a concessionária e o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER), que prevê o aumento da estrutura de 2,5 metros para cada lado da embarcação, substituição das estruturas do casco e da substituição da linha de propulsão (motor e hélice), além da pintura do convés principal e a substituição dos guarda-corpos, dando mais segurança aos usuários.

“A recuperação desta embarcação e também de um dos flutuantes foram deixadas para depois do período da temporada de verão e dos feriados para não atrapalhar o fluxo de veículos”, disse o superintendente do DER, Gilberto Loyola.

As equipes também trabalham na recuperação do flutuante e na ponte que dão acesso às embarcações. Em um ano, os investimentos nas reformas e nas ampliações das embarcações, além da recuperação de pontes e flutuantes, somam mais de R$ 5,5 milhões.

Com a ampliação, o ferryboat Nhundiaquara aumentará sua capacidade de 38 veículos para 60 veículos por viagem. A concessionária tem o prazo de 60 dias corridos para executar a obra.

Melhorias

Em 2013, foram investidos R$ 2,9 milhões na reforma dos piêrs e nas embarcações, com recursos da concessionária do ferryboat. Os ferryboats Piquiri e Guaraguaçu foram ampliados, ganhando mais 12 vagas para veículos e à capacidade de 50 vagas. Também foram ampliadas as áreas de passageiros das embarcações Piquiri, Sônica e Rainha de Guaratuba. As duas últimas ganharam assentos e coberturas.

Além disso, foram trocados três dos quatro flutuantes e recuperadas três das quatro pontes. Todos os flutuantes funcionam com sistema de células independentes, o que inibe a quase zero a possibilidade de naufrágio.