Por Luiz Henrique de Oliveira Santos e Antônio Nascimento

Depois de 15 horas de buscas a polícia encontrou, por volta das 15h desta sexta-feira (28), o corpo da adolescente Tayná Adriane da Silva, de 14 anos. A garota foi enterrada pelos quatros suspeitos em um matagal na Rua Márcio Cardoso, próximo ao parque em que eles trabalhavam.

O pai da menina, revoltado ao ver o corpo da filha, fez duras críticas a demora da polícia no início da investigação do caso. “Quando viemos protestar a polícia apareceu rápido, mas quando nós precisamos e falamos do sumiço eles fizeram pouco caso”, afirmou.

Várias ruas do bairro São Dimas estão neste momento fechadas por amigos e familiares de Tayná que estão revoltados com a situação.