O delegado-geral da Polícia Civil, Marcus Vinícius Michelotto, foi notificado nesta quarta-feira (10) pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), órgão do Ministério Público do Paraná (MP-PR), para que o compareça ao órgão. Ele deve prestar esclarecimentos sobre a Operação Vortex, que ocorreu no último dia 3 e terminou com a prisão de três pessoas, incluindo dois delegados, por porte ilegal de armas.

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Polícia Civil. Na operação da primeira semana de abril, o Gaeco fez buscas e apreensões que fazem parte de uma investigação sobre supostas cobranças de propina por policiais e delegados para que inquéritos que investigavam casos de desmanches de carros não tivessem andamento.

Sobre a notificação, a assessoria de imprensa da Polícia Civil disse que Michelotto está em Brasília e ainda não há data confirmada para o comparecimento dele no Gaeco.