Por Elizangela Jubanski e Antônio Nascimento

A Polícia Civil de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, investiga o acidente com um ônibus de viagem na BR-376, em Tijucas do Sul, na madrugada de domingo (27). Três passageiros morreram na hora e outros dezessete ficaram feridos. Para a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista do ônibus alegou que foi fechado por um caminhão, o que está sendo analisado pela equipe de investigação.

O delegado-adjunto Michel Carvalho disse à Banda B que o laudo pericial é importante para o inquérito policial, já instaurado. “Estamos apurando se há algum evento criminoso, culposa ou dolosa para que o acidente tenha ocorrido. A perícia também colhe informações sobre velocidade do ônibus, o histórico de movimentação e também depoimentos de passageiros. Trabalhamos agora com inquérito em trâmite e oitivas de pessoas”, contou o delegado.

O ônibus da empresa Rio Sul saiu da cidade de Pitanga, interior do Paraná, e levava 29 passageiros para a cidade de Camboriú, em Santa Catarina. O motorista do ônibus foi ouvido de maneira informal e deverá se pronunciar, em oitiva, dentro das próximas horas. “Vamos procurar fazer uma reconstituição a partir dos depoimentos das vítimas para que todos contribuam com as causas do acidente. Ainda é cedo para colocar juízo de valores, a gente aguarda a perícia que tem fator determinante no caso, mas não descartamos nenhuma hipótese”, finalizou.

As três vítimas fatais do acidente foram identificadas oficialmente – Jean Chagas Machado, 16 anos, Selma da Silva Guedes Ridger, 35 anos e Sandro Marcelo Regis, 40 anos. O acidente aconteceu às 4h25 no quilômetro 648, em um trecho de curva.