Tirar um equipamento da tomada durante a noite e não deixar os eletrônicos em modo stand by são hábitos pouco utilizados que podem economizar quase R$ 14 a cada 100 de uma conta de luz, segundo o engenheiro do departamento de utilização de energia da Copel, Gustavo Klinguelfus. Ainda segundo ele, em entrevista à Banda B nesta quarta-feira (23), um dos equipamentos que mais pesa na conta é o decodificador de TV por assinatura em stand by.

Os aparelhos de som, TV e DVD, por exemplo, consomem uma pequena parcela de energia para permanecer energizados em modo stand by, que é quando o aparelho não é retirado da tomada e pode ser ligado a qualquer momento por um controle remoto. No entanto, quando todo esse gasto é somado pode aumentar o preço da conta de luz de 10 a 20%. Também os carregadores de celular quando deixados na tomada por muitos dias podem encarecer a conta do mês.

Segundo Klinguelfus a única melhor forma de interromper o consumo contínuo de energia é retirar os equipamentos da tomada ou apenas desligar os eletrônicos no botão e não no controle remoto “Nas TVs mais antigas, que são as que gastam, desligar o botão impede que o circuito seja abastecido por energia para deixar a luzinha do stand by acessa”, afirmou. Ele indica também o uso de uma régua de energia que desliga os equipamentos conectados todos de uma vez, como por exemplo no decodificador de TV a cabo, que também é causador do aumento da conta de luz.

“São dicas importantes tanto para o consumidor da classe média como das classes baixas. Este valor de 20% certamente fará uma enorme diferença nas economias diárias”, concluiu.