Desenvolvido no contraturno escolar para estudantes que estão concluindo o ensino médio no Colégio Estadual do Paraná e querem se preparar para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e para vestibulares, o Cursinho do Colégio Estadual do Paraná (Curcep) aprovou 170 alunos em concursos vestibulares entre os 500 estudantes que participaram do curso em 2012. Entre eles, 39 foram aprovados na Universidade Federal do Paraná.

As aulas do Curcep são ministradas em duas salas multimídia em estilo anfiteatro, equipadas com quadro negro e branco, tela interativa e equipamentos de som. O curso revisa o conteúdo do ensino médio e testa o conhecimento dos alunos por meio de exames simulados. Também são feitos aulões na véspera das provas.

As aulas do Curcep para o vestibular em 2012 eram ministradas durante a semana, no período de contraturno escolar do aluno. Para o preparatório do Enem, as aulas aconteciam aos sábados pela manhã. O curso é ofertado a todos os alunos, mas é facultativo. “O Curcep é mais um dos outros tantos cursos livres que o Colégio Estadual do Paraná oferta no contraturno”, explica Yuri Martini, funcionário do Curcep.

Os alunos usam apostilas e materiais complementares desenvolvidos pelo professor de cada disciplina. Todo o conteúdo é reproduzido e disponibilizado gratuitamente pelo colégio aos alunos. “É um curso com bons professores, infraestrutura e material didático”, disse a estudante Sabrina Eleutério, que fez o Curcep e agora vai cursar Ciências Sociais na UFPR.

Sabrina também frequentou as aulas específicas de Sociologia do Curcep após passar pela primeira fase do vestibular da UFPR. “Espero que os alunos participem mais do curso, é uma boa oportunidade”. Sabrina passou no curso de Ciências Sociais da Federal e inicia as aulas em abril.

Em 2013 o Curcep irá ampliar suas atividades para os alunos do segundo ano do ensino médio do CEP, que também poderão frequentar o curso. As aulas devem ser iniciadas em fevereiro.

“Um dos nossos compromissos é proporcionar as condições favoráveis para o cumprimento da função social da escola, com vistas à aprendizagem de qualidade. O Curcep é mais uma oportunidade oferecida aos estudantes para a revisão dos conteúdos, de forma orientada e organizada pelos professores”, afirma a diretora-geral do Colégio Estadual do Paraná, Laureci Schmitz Rauth.

EDUCAÇÃO INTEGRAL – Para o ano letivo de 2013, a Secretaria da Educação terá 530 escolas da rede de educação básica que estarão ofertando aos alunos a possibilidade de participar de atividades de expansão de jornada escolar conforme a perspectiva da educação integral prevista pelo Ministério da Educação.

Destas, 391 são estabelecimentos integrados ao programa Mais Educação, do Governo federal, que oferece atividades de acompanhamento pedagógico, meio ambiente, esporte e lazer, direitos humanos, cultura e arte, cultura digital, prevenção e promoção da saúde, educomunicação, educação científica e educação econômica. Outras 110 oferecem atividades complementares permanentes e 29 começarão o ano letivo com currículos de 45 horas semanais.

Além disso, o programa estadual de atividades complementares curriculares periódicas já está em andamento com atividades de ampliação de jornada em 1.566 escolas.