Da SMCS

A Prefeitura de Curitiba irá integrar um centro de excelência em mobilidade urbana, que está sendo montado para desenvolver pesquisas e buscar soluções inovadoras nas áreas de mobilidade e transporte público. O prefeito Gustavo Fruet assinou, nesta quarta-feira (03), um termo de cooperação e intercâmbio científico e tecnológico com a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e a Pontifícia Universidade Católica (PUC) para a integração a esse centro, que terá a participação da Urbs.

03.07.13 MOBILIDADE

Foto: SMCS

Participaram da assinatura do convênio, no gabinete do prefeito, o reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho; o vice-reitor da PUC, Paulo Mussi Augusto, o secretário de Governo, Ricardo Mac Donald Ghisi, e o presidente da Urbs, Roberto Gregorio da Silva Junior.

A assinatura do acordo tem como objetivo o envolvimento da universidade na busca por soluções para a área de mobilidade. “O que nós pretendemos é desenvolver soluções e inovações para a melhoria do serviço de transporte coletivo e outros serviços que a cidade utiliza. Para isso reunimos as principais instituições de ensino, com tradição neste segmento, para iniciar a configuração deste projeto”, declarou Roberto Gregório .

O acordo prevê o desenvolvimento de projetos de pesquisa, envolvendo alunos de graduação e pós-graduação e pesquisadores das duas universidades, que trabalhão de acordo demandas da Prefeitura. “A Urbs irá funcionar como elemento indutor. Primeiro oferecendo os problemas, os desafios para a academia desenvolver. Queremos ser o grande campo de testes e de aplicações destas inovações, no sentido de manter Curitiba na vanguarda dos avanços na área de mobilidade urbana”, disse Roberto Gregorio.

O reitor da UFPR, Zaki Akel Sobrinho, disse que a universidade está aberta para cooperar com a Prefeitura. “A partir das demandas que forem surgindo, vamos construir projetos específicos, termos de cooperação pontuais, com recursos e a estrutura de pesquisa da universidade. É com estes núcleos que, a partir de agora, nós vamos trabalhar, de forma integrada com a Urbs e a PUC”, disse.

O centro de excelência em mobilidade urbana irá funcionar dentro do Tecnoparque, um complexo de empresas de tecnologia, existente na Pontifícia Universidade Católica.

Segundo o vice-reitor da PUC, Paulo Mussi Augusto, embora o centro seja especificamente voltado para a mobilidade, outros setores devem se envolver no projeto. “Nós temos a necessidade que outros setores da universidade se envolvam na busca de soluções inovadoras para esta área, entre eles, a área de transporte, de informática, de gestão”, comentou.

A Câmara Municipal aprovou um projeto de lei que amplia os benefícios fiscais do Programa Tecnoparque para toda a área do município de Curitiba.