Por Felipe Ribeiro e Antônio Nascimento

O calor acima dos 30°C que fez em todo o Paraná levou várias pessoas a rios do estado nesta quinta-feira (15). Em dois casos, porém, o que deveria ser apenas uma brincadeira, terminou em tragédia. O primeiro caso ocorreu em uma vala de Rebouças, no centro-sul do estado, e deixou dois irmãos, de três e sete anos, mortos. A segunda situação ocorreu em Araucária, na região metropolitana de Curitiba, e vitimou outra criança, de doze anos.

De acordo com o cabo Gabriel Santerri, do Corpo de Bombeiros, o caso de Rebouças aconteceu por volta das 15 horas e foi constatado que o buraco aberto no local tinha aproximadamente dois metros de profundidade. “Uma tragédia lá. Um dos irmãos o pai ainda tentou socorrer, mas ela não resistiu e morreu no hospital. O outro irmão faleceu ainda no local”, relatou.

No local do afogamento funciona uma serraria e o buraco estava servindo como fossa de piá. “Os pais moravam na casa e cuidavam da serraria e infelizmente isso aconteceu hoje. Uma tragédia que abala bastante”, concluiu.

As vítimas foram identificadas como Pedro Henrique Ribas, de sete anos, e Murilo Gabriel Ribas, de três. Os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal

Araucária

Em Araucária, Vinicius da Silva, de 12 anos, morreu afogado após decidir nadar em uma chácara da Rua Amarílis, no bairro Campina da Barra. Inicialmente ele estava acompanhado de sete pessoas e havia acabado de sair da escola. No momento em que se afogou, porém, já estava sozinho no local.

O Corpo de Bombeiros esteve no local após uma denúncia anônima, mas nada pôde fazer.