Da Redação

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) enviou nesta sexta-feira (4) à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) um plano de ações para reduzir os gastos em R$ 300 milhões. O plano inclui o corte de 163 cargos de nível gerencial e a dispensa de mil funcionários até o fim de 2015, por meio de um programa de desligamento voluntário.

A redução de custos está calculada em 6% ao ano e afetará despesas de pessoal, material e serviços, segundo a empresa. Além disso, a proposta também prevê alterações na estrutura da holding, que passará a ter quatro diretorias em vez das nove atuais: Gestão Empresarial; Relações Institucionais; Finanças e Relações com Investidores; e Desenvolvimento de Negócios.

“As mudanças fazem parte da adequação da companhia às exigências do órgão regulador e têm o objetivo de se obter uma estrutura mais ágil e de menor custo”, diz o presidente da Copel Holding, Lindolfo Zimmer. “Não haverá alteração societária. A Copel e  as subsidiárias vão continuar a ter o Governo do Estado como acionista majoritário”, concluiu.