Da Redação

O corpo de Matheus Almeida de Moraes Cele, de três anos, foi velado na manhã deste domingo (5) no Cemitério de Campo Grande, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O menino morreu na manhã de sexta-feira (3) depois que o portão da Escola Municipal Amazonas se soltou e caiu sobre ele.

Tia de Matheus, Elis Helena Almeida da Silva, disse que morte do sobrinho poderia ter sido evitada. (Foto: Arquivo pessoal)

As informações foram divulgadas pelo Extra. Completamente consternada, a família afirmou que a morte da criança poderia ter sido evitada, já que o portão apresentava problemas há algum tempo. Moradores do local reclamaram da falta de manutenção.

O pequeno estava com o pai e brincava na frente da escola quando o portão caiu sobre ele. Matheus chegou a ser encaminhado à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Campo Grande, mas não resistiu aos ferimentos.

No dia do acidente, a Secretaria municipal de Educação, Esportes e Lazer informou que um engenheiro da RioUrbe esteve no local e constatou que “aparentemente houve um desgaste imperceptível dos apoios, o que culminou com o tombamento (do portão)”.

Leia a reportagem completa aqui.