Por Elizangela Jubanski e Felipe Dutra

Familiares, amigos e admiradores foram dar o último adeus ao ex-governador Eduardo Campos na manhã chuvosa deste domingo (17) no Palácio do Campo das Princesas, sede do governo de Pernambuco. O corpo de Campos, em um cortejo fúnebre, chegou ao Palácio às 2 horas e, desde então, a movimentação é intensa.  Sete pessoas, entre elas o ex-governador, dois assessores, dois piloto, um fotógrafo, um cinegrafista. A Rádio Banda B acompanha in loco o velório desde a madrugada.

Organizados em fila, as pessoas passam próximo ao caixão de Campos. O jornalista Carlos Percol e o fotógrafo Alexandre Severo também estão sendo velados no Palácio, lado a lado com o ex-governador. A programação é que os familiares velem o corpo de Campos e seus assessores até o fim da tarde de domingo. Está prevista uma missa campal às 10h e, por volta das 17h, deve acontecer o enterro.

Uma família de Palmeira dos Índios, no interior de Pernambuco, viajou cerca de 320 quilômetros para prestar homenagem ao ex-governador. “É um momento triste e fizemos de questão de vir até aqui. A gente sentiu muito essa perda, acompanhamos a vida dele desde muito tempo”, disse Everaldo Andrade, que estava acompanhado da família, e mandou fazer camisetas com a foto de Campos.

Caixões

A urnas fúnebre de Campos está coberta com a bandeira do Brasil, de Pernambuco e também do PSB. Em cima do caixão, há um porta-retrato com a foto dele. O caixão do fotógrafo Severo está coberto com a de Pernambuco e a do Santa Cruz, o time do coração. O de Percol, o jornalista, está com as bandeiras de Pernambuco, do Recife e do Sport Clube.

Presença

Os familiares estão todos ao redor dos caixões, enquanto populares passam ao lado e prestam as homenagens. A ex-primeira-dama Renata Campos e os cinco filhos do casal estão no loca desde a chegada do corpo de Campos.

Por volta das 9h40, a presidente Dilma Rousseff chegou no Palácio para acompanhar a missa campal acompanhada de assessores e uma equipe do Palácio do Planalto.

Marina

Confirmada como presidenciável pelo PSB, Marina Silva acompanhou ao lado da família de Campos todo o trajeto dos caixões, desde a Base Aérea de Recife, até a chegada ao Palácio.