A Copel vai fazer a soltura de 60 mil alevinos nesta sexta-feira (22/03), Dia Mundial da Água. Serão soltos 10 mil alevinos no Rio do Iguaçu, em União da Vitória, e 50 mil em cinco afluentes do Rio Chopim, em Clevelândia.

A programação terá ainda palestras lúdicas para alunos de escolas municipais e plantio de mudas de árvores nas duas cidades. “Os eventos têm a intenção de chamar a atenção para a importância da preservação do meio ambiente e dos recursos hídricos”, diz o presidente da Copel, Lindolfo Zimmer.

Em Clevelândia, serão soltos 50 mil alevinos da espécie jundiá, reproduzidos na Estação Experimental de Estudos Ictiológicos da Copel na Usina Governador Ney Braga (Segredo). O jundiá é um tipo de bagre nativo da bacia do Baixo Iguaçu, do qual o Rio Chopim é um dos contribuintes.

Esta ação ambiental reunirá voluntários da Copel, Sanepar e Prefeitura de Clevelândia e deve contemplar com a renovação da fauna aquática os rios Lajeado Grande, das Lontras, São Francisco, Moraes e do Banho.

A Estação Experimental de Estudos Ictiológicos da Copel é um centro dedicado à pesquisa de espécies típicas do Rio Iguaçu e em sua reprodução em larga escala, visando manter o equilíbrio ambiental de toda a bacia. Dotada de equipamentos modernos e aprimorados métodos científicos, a estação responde pela condução das principais pesquisas voltadas a ictiofauna do Iguaçu. São 6,2 mil m2 de área alagada e uma capacidade para produzir anualmente mais de um milhão de alevinos.

As mudas de árvores são cultivadas nos hortos florestais mantidos pela Companhia em suas usinas. ?As ações cooperam com o equilíbrio do ecossistema, ajudando a manter e repovoar os rios e colaborando para a preservação das florestas ciliares?, diz o diretor de Meio Ambiente e Cidadania Empresarial da Copel, Jonel Iurk.

Serviço:

Clevelândia
15h – Local de partida das equipes voluntárias: Praça Getúlio Vargas.

União da Vitória
14h – Perto do Copel Clube