O diretor de Distribuição da Copel, Pedro Augusto do Nascimento Neto, afirmou nesta quarta-feira (06) que a empresa está tranquila quanto o suprimento de energia elétrica para Curitiba durante o mundial em 2014. A afirmação foi feita durante reunião, organizada a pedido do Ministério de Minas e Energia (MME), para discutir os possíveis gargalos do setor para a realização do evento.

“Tivemos um planejamento robusto que nos deu flexibilidade operacional e tranquilidade quanto ao suprimento energético”, afirmou o diretor. Ele também garantiu que todas as obras estarão prontas a tempo. “Temos algumas obras com prazo final para abril de 2014, mas trabalhamos com a antecipação delas”, disse.

Técnicos da Copel apresentaram a situação em que se encontram as obras de transmissão e distribuição, bem como os prazos para entrega. “Curitiba tem uma situação bastante confortável. Damos um acompanhamento para verificarmos se tem algum problema que precisa do auxílio do Ministério, do Governo do Estado, para que as obras andem e sejam concluídas antes da Copa”, destacou o diretor do Departamento de Monitoramento do Sistema Elétrico do MME, Domingos Andreatta.

REUNIÃO – As reuniões estão sendo realizadas em todas as cidades-sede do Mundial. Esta é a segunda etapa das reuniões. Em Curitiba, o encontro envolveu representantes do Governo do Estado, Prefeitura de Curitiba, Copel, IAP, Ippuc, entre outros órgãos envolvidos.

“Esse monitoramento é muito importante para garantia de risco zero de apagão durante a Copa. Não queremos passar por esse problema aqui no Paraná e temos certeza que estamos dentro dos parâmetros legais estabelecidos por regras que o ministério impõe”, destacou o secretário estadual para Assuntos da Copa, Mário Celso Cunha.