A compra do material escolar pode trazer transtornos à economia familiar, assim como pode ser levada sem trazer grandes prejuízos neste começo de ano. Para orientar na compra dos produtos, a diretora do Procon Paraná, Claudia Silvano, conversou com a Banda B no começo da tarde desta segunda-feira (7) para ajudar os consumidores a economizar na compra dos itens da lista escolar. Uma pesquisa com 200 produtos ainda deve ser divulgada durante a próxima semana com a comparação de preços dos itens mais comprados.

Agência Brasil

De acordo com Silvano, as diferenças nos preços entre uma loja e outra podem chegar aos 250% em itens simples, mas que podem fazer uma grande diferença na soma total dos produtos. “Os pais devem pesquisar bastante antes de comprar, mas também deve verificar se o custo do deslocamento compensa essa compra. É importante que os pais verifiquem se ouve sobras do ano anterior ou de algum parente que não irá mais utilizar o produto, isso pode trazer uma grande economia”, comentou.

Segundo a diretora, outra medida que pode diminuir os preços dos materiais escolares é compra no atacado e não levar os filhos nas compras. “Os pais podem se reunir e comprar em grande quantidade, isso pode trazer um grande desconto. Orientamos também que os pais não levem os filhos, já que eles tendem a preferir o personagem da moda, o que normalmente é um tiro no pé”, disse.

Análise da Lista

Silvano contou ainda que muitos pais questionam a lista de materiais e o pai que verificar estranheza, deve procurar a escola para questionar sobre o item em dúvida. “Os pais devem ter em mente ainda que não há a necessidade de comprar tudo de uma só vez e sim com a necessidade do aluno”, concluiu.