Cerca de 70 pessoas acompanharam nesta sexta-feira (8) a premiação dos seis estudantes finalistas do 1º concurso literário “A Arte de contar e poetizar o pão”. O concurso é uma parceria da Secretaria de Estado da Educação e o Sindicato da Indústria de Panificação e Confeitaria do Estado do Paraná.

Participaram do concurso alunos do 6º ao 9º ano da rede pública estadual do Paraná dos 32 Núcleos Regionais de Educação. O objetivo foi incentivar a capacidade literária dos alunos da educação básica e possibilitar a reflexão sobre a importância social, econômica e cultural do pão, alimento presente em grande parte das mesas brasileiras. A premiação aconteceu no Palácio Iguaçu, em Curitiba.

“O pão está presente em todo mundo, faz parte da nossa tradição e cultura e o concurso trouxe esta reflexão para nossos alunos”, explicou o vice-governador e secretário da Educação, Flávio Arns, que garantiu a continuidade da parceria para o próximo ano.

Os alunos foram divididos em níveis I e II em gêneros de poesia e conto. No nível I, participaram alunos do 6º e 7º anos, que puderam manifestar seu conhecimento sobre a temática e trabalhar com versos, rimas por meio da poesia. Para os alunos do nível II, 8º e 9º ano, foram propostos a criação de um conto de até 30 linhas, onde criaram personagens e cenários para suas narrativas fazendo menção à importância cultural, econômica e social do pão através do gênero.

Os trabalhos foram acompanhados pelos professores, que auxiliaram na pesquisa e na composição dos textos. “O sindicado sempre procura envolver a comunidade nas suas ações”, falou o presidente do sindicato, Vilson Borgmann.

Para a aluna Maria Eduarda Gallo, do 6º ano do Colégio Estadual Dom Pedro I, de Pitanga, a criação do poema veio a partir do convívio familiar. “Moro em uma região em que se planta trigo, ingrediente base para a fabricação do pão, e cresci vendo minha mãe e avó fazendo pão caseiro. Após conhecer a história do pão, essa foi minha maior inspiração”, contou Maria Eduarda.

“Em certo momento da minha pesquisa sobre os valores religiosos e econômicos dos pães, percebi que poderia criar um conto comparando as diferenças sociais com os diferentes tipos de pães”, explicou Rita Cecília Budke Link, estudante do 9º ano do Colégio Estadual Leda Baggio Mayer, de Cascavel.

Os alunos que ficaram em primeiro lugar receberam tablet, os do segundo uma máquina fotográfica e os do terceiro um mp3.

Os finalistas do concurso são:

POEMA

1º – O pão…Que delícia!

Maria Eduarda Gallo, 6º ano – Colégio Estadual Dom Pedro I – Pitanga

Professora: Maria Cândida Vitor

2º – Pão Nosso

Gabriel Saturno Bezerra, 6º ano – Colégio Estadual Elvira Balani dos Santos – Maringá

Professora: Rosangela Aparecida Silva Scaramal

3 – Pão: alimento que dá vida

Igor Santos Zanquetta, 6º ano – Colégio Estadual do Campo Terra Boa – Campina Grande do Sul

Professora: Zuleica Cardoso Araújo.

CONTO

1º – Ingrediente mágico do ser humano

Rita Cecília Budke Link, 9º ano – Colégio Estadual Leda Baggio Mayer – Cascavel

Professora: Daniele Bertollo

2º – A receita perdida

Lucas Ribeiro Mendes, 9º ano – Colégio Estadual Unidade Polo – Campo Mourão

Professora: Geni Engelmann Viletti

3º – O fermento da Vida

Guilherme Hemetério, 9º ano – Colégio Estadual Borell Du Vernay – Ponta Grossa

Professora: Taciane Szymezak Inácio.