Da Redação com CMC

Foto: SMCS

A Comissão de Direitos Humanos, Defesa da Cidadania e Segurança Pública da Câmara de Curitiba aprovou, nesta segunda-feira (3), projeto de lei que todos os assentos de ônibus preferenciais no transporte coletivo de Curitiba. A proposta, de autoria de Helio Wirbiski (PPS), reserva todos os bancos a idosos, gestantes, pessoas com criança de colo ou pessoas com deficiência.

Segundo a vereadora Maria Leticia Fagundes (PV), relatora que deu parecer favorável, embora já existam bancos preferenciais, além de insuficientes, muitas vezes são ocupados por jovens ou pessoas com condições se seguirem o trajeto em pé.

“Se ainda não há educação suficiente para disponibilizarmos de livre e espontânea vontade os assentos aos usuários preferenciais, uma lei pode trazer a mudança de hábito necessária para modificar a cultura de toda uma geração para que, em Curitiba, se proteja e beneficie os mais frágeis”, afirma a vereadora em seu parecer.

Agora a matéria será analisada pela Comissão de Serviço Público.