(Foto: Divulgação)

 

Um grande buraco, com mais de dez metros de desnível, produzido pelas força das águas pluviais há mais de quatro anos, começou a ser tapado nesta quinta-feira (15), na Rua João Soares, Vila Pompéia. A maior dificuldade para a solução do problema, a localização de uma casa, numa área de fundo de vale, fruto de invasão, foi solucionado pela engenharia. A obra está sendo realizada sem levar perigo à integridade da residência, com o reforço da encosta utilizando postes e mão francesa de concreto.

A obra está sendo executada por uma empreiteira contratada pela Sanepar, após acordo da Companhia de Saneamento com a Prefeitura de Campo Largo. “Será um trabalho relativamente rápido, em poucos dias a encosta estará contida e a rua João Soares será recapada”, explicou o vice-prefeito Mauricio Rivabem, que em companhia do vereador João da Água, acompanhou a descida de uma draga, que está sendo utilizada para fazer o alicerce de fundação das estacas. As obras são supervisionadas por uma equipe de engenharia da Senepar.

Importância

As obras de recuperação da rua João Soares, o buraco da Vila Pompéia, era uma das mais importantes reivindicações da população daquela região. A rua é uma das principais do bairro, utilizada por quase todos os moradores, por dar acesso à BR-277 e ser linha de ônibus, caminhões de entrega, coletas do lixo. A grande cratera, que tomava quase a largura inteira da rua, na quadra próxima à BR-277, já ameaçava interditar a passagem de ônibus e outros veículos grandes.

Desde janeiro último, a Prefeitura de Campo Largo vem tratando o assunto com a Sanepar. No final do ano passado, o prefeito Marcelo Puppi conseguiu, com o presidente da empresa, Mounir Chaowiche, o compromisso de realizar a obra o mais rapidamente possível. Vencidas as barreiras burocráticas, a Sanepar escolheu a empresa para realizar a obra, que teve início nesta quinta-feira. Há dois fatores que se destacam nesta obra, a existência de uma casa, logo abaixo, no fundo do vale, e a rede de abastecimento de água, da Sanepar, que passa no local.

Além de resolver o problema do buraco, a Prefeitura vai trabalhar para desobstruir toda a galeria de águas pluviais e fazer o recapeamento asfático da rua, obra que deve durar pelo menos uma semana, depois do trabalho da empreiteira da Sanepar.


No tópico: RMC