Por Felipe Ribeiro

Em meio a incertezas em relação ao pagamento de motoristas e cobradores de ônibus, a Coordenação da Região Metropolitana de Curitiba (Comec), que é a responsável pelas linhas metropolitanas, informou que tentará fazer o pagamento às empresas ainda nesta sexta-feira (6). A declaração foi dada pelo advogado do órgão estadual durante a audiência de dissídio coletivo no Tribunal Regional do Trabalho (TRT).

Dissidio_Onibus_Curitiba_INTERNA_2_464_X_315Foto: Divulgação TRT

Ontem, o Sindicato das Empresas de Ônibus de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) já havia informado que o salário dos nove mil funcionários da capital está garantido, já que os repasses da Urbanização de Curitiba (Urbs) estão em dia.

Segundo o advogado da Comec, Raul Siqueira, falta apenas definir o procedimento jurídico para regularizar o repasse de R$ 5 milhões às empresas, já que antes o recurso ia para o fundo gerido pela URBS.

Conta judicial

Também durante a audiência, se sugeriu que os repassasses sejam depositados em uma conta judicial, para assim evitar impedimento da transferência por eventual pendência tributária das empresas, antes de ser repassado às empresas, para evitar assim novos atrasos.

A audiência segue e por volta das 15h houve uma pausa para a discussão.