Da Redação

Foto: SMCS

Com o reajuste de R$ 0,55, Curitiba passa a ter a partir da próxima segunda-feira (6) a tarifa de ônibus mais cara do Brasil entre as capitais: R$ 4,25. A passagem mais alta, até então, era a de Belo Horizonte, capital de Minas Gerais, com valor de R$ 4,05.

De acordo com a Prefeitura, o reajuste é necessário para recompor o equilíbrio econômico-financeiro do sistema de transporte público e permite a retomada de investimentos que tragam melhorias para os passageiros. “Com o reajuste da passagem será possível investir em melhorias, como mais estações para embarque e desembarque e renovação da frota de ônibus. Hoje, parte dos veículos circula com prazo de validade contratual vencido. Além da renovação da frota, será possível implantar o ônibus Ligeirão para atender a linha Santa Cândida-Capão Raso”, informa nota da administração municipal.

No comparativo nacional, aparece na sequência, com valor de R$ 3,90, Florianópolis, capital de Santa Catarina. As maiores cidades do país, São Paulo e Rio de Janeiro, congelaram a tarifa em 2017 com o valor de R$ 3,80.

Após o anúncio, a revolta foi grande nas redes sociais e também nas ruas da cidade. “É um absurdo esse valor. Querem descontar tudo no usuário que já sofre com ônibus lotados todos os dias”, lamentou um internauta.

O novo valor começa a valer a partir da zero hora de segunda-feira (6).