Da Redação

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Com o objetivo “Natal sem Dilma”, o movimento Vem pra Rua voltou a convocar manifestações pró-impeachment nesta segunda-feira (19). Em Curitiba o ato está marcado para quinta-feira (22), às 18h30, na Praça Santos Andrade.

O ato pedirá o encaminhamento no Congresso Nacional do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff, pelo presidente da casa, deputado Eduardo Cunha (PMDB). O documento foi protocolado na manhã de quinta-feira (15) no 4º Cartório de Notas, na zona oeste de São Paulo. O pedido foi assinado pelos juristas Hélio Bicudo, um dos fundadores do PT, Miguel Reale Júnior, ex-ministro da Justiça no governo Fernando Henrique, e Janaína Conceição Paschoal. Em setembro, Bicudo e Reale Júnior haviam apresentado à Câmara dos Deputados outros pedidos.

protestodilma3

Foto: Banda B

De acordo com o movimento Vem pra Rua, a manifestação deixará clara que o povo brasileiro não aceitará negociatas, tampouco atropelos à Constituição nem às instituições democráticas brasileiras. “Reiteramos: o impeachment é instrumento legítimo e democrático para tirar do poder uma presidente que cometeu e insiste em continuar cometendo crimes descritos e comprovados nos documentos dos técnicos do Tribunal de Contas da União, entre outros”, diz a nota.

Na última semana, o líder do governo na Câmara dos Deputados, José Guimarães (PT-CE), negou hoje que o Executivo e a base aliada estejam preocupados com os pedidos de impeachment que serão analisados. Segundo o deputado, a instabilidade está apenas no discurso da oposição. “Temos absoluta tranquilidade em observar que [em relação aos pedidos de impeachment] não há fato, não há fundamento, e muito menos as justificativas que agora querem aditar com a tal orientação do Tribunal de Contas da União [TCu]”, afirmou, ao destacar o pedido sobre a mesa de Cunha que mais tem apoio na Câmara – assinado pelos juristas Bicudo e Miguel Reale Júnior.

Outras cidades devem ter protestos a partir de quinta-feira.