Por Felipe Ribeiro

Com direito a helicóptero, cerca de 80 policiais militares invadiram a Vila das Torres, em Curitiba, no final da tarde desta quinta-feira (5) em operação que visa coibir o tráfico de drogas na região. A região vive uma situação de tensão devido a uma guerra de gangues pelo controle do tráfico. Na última terça-feira (3), moradores fecharam a trincheira da Rua Chile em protesto contra a morte de um assaltante pela PM.

De acordo com o Major Portes, a operação é programada há pelo menos um mês e nada tem a ver com o protesto. “Aquele foi um caso isolado que terminou na morte de um morador, mas não conta com nenhuma relação com o caso”, disse.

Até as 17 horas, duas pessoas já haviam sido presas, sendo uma por tráfico e uma por infração de trânsito.

Durante a situação, vários ouvintes da Banda B ligaram para informar sobre um suposto sequestro dentro da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, mas de acordo com a assessoria da instituição, não passou de um boato. Por meio de nota, a PUCPR esclareceu que mantém as aulas nesta quinta-feira. Não tendo havido nenhuma situação atípica no câmpus da Universidade. “A Instituição vai apurar por qual meio a falsa informação foi divulgada, notícia que gerou preocupação na comunidade acadêmica e entre familiares de alunos. A Polícia Militar esteve na Universidade em virtude do boato, tendo constatado que a ocorrência não procede”, diz a nota.