Redação com agências

rollembergNascido no Rio de Janeiro, Rodrigo Rollemberg, de 55 anos, é formado em história pela Universidade de Brasília (UnB). Foto: Divulgação

O candidato do PSB, Rodrigo Rollemberg, venceu matematicamente a disputa para o governo do Distrito Federal, com 55,7% dos votos válidos. Jofran Frejat, do PR, ficou em segundo lugar, com 44,3% dos votos válidos.

Até agora, foram apurados 97,26% das urnas. Os votos brancos somam 2,54% e os nulos, 9,2%. A abstenção está em 12,28%.

Nascido no Rio de Janeiro, Rodrigo Rollemberg, de 55 anos, é formado em história pela Universidade de Brasília (UnB). Filiado ao PSB desde 1985, iniciou a carreira política concorrendo ao cargo de deputado distrital em 1990, mas não conseguiu ser eleito. Em 1996, foi nomeado secretário de Turismo, Lazer e Juventude no governo do então petista Cristovam Buarque, permanecendo no cargo até 1998, quando foi eleito deputado distrital. Quatro anos depois tentou a vaga de governador, mas foi derrotado. No primeiro turno, Rodrigo Rollemberg obteve 45,23% e Frejat, 27,97%, dos votos válidos.

pezaoVice-governador desde 2007, Pezão assumiu o cargo em abril, após a renúncia do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB). foto: Divulgação

Rio de Janeiro

O governador Luiz Fernando Pezão (PMDB), 59, está matematicamente reeleito governador do Rio de Janeiro.Com 88,29% das urnas apuradas, o peemedebista tinha 56,29% dos votos.

Vice-governador desde 2007, Pezão assumiu o cargo em abril, após a renúncia do ex-governador Sérgio Cabral (PMDB). Ele não poderá concorrer de novo ao posto em 2018. Nascido em Piraí (RJ), cidade do interior do Estado com 28 mil habitantes, Pezão ascendeu à política estadual graças à aliança com o ex-governador Anthony Garotinho (PR), a quem enfrentou no primeiro turno. Os dois romperam já em 2007, no início do governo Cabral, por divergências políticas. Durante a campanha, trocaram acusações de vínculos com milícias e corrupção.

Goiás

Marconi Perillo (PSDB) foi reeleito governador de Goiás. Com 93% das urnas apuradas, o tucano registrava 57,51% dos votos válidos, ou 1.632.691 votos, de acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele derrotou o candidato Iris Rezende (PMDB), que obteve 42,49% dos votos válidos, ou 1.206.33 votos. Essa foi a terceira vez que os políticos disputaram eleições e em todas o tucano saiu vitorioso.