Os cerca de 170 coletores de lixo vegetal e de entulhos da empresa Via Plan, que presta serviço terceirizado à Prefeitura de Curitiba, paralisaram as atividades nesta quarta-feira (27). Eles protestam em frente à sede da empresa e reclamam do atraso na entrega da cesta básica aos trabalhadores, que deveria ter sido feita no último dia 20.

“Muitos estão passando fome porque não receberam este benefício. É uma cesta básica de R$ 110 com diversos produtos que fazem uma tremenda falta ao trabalhador. Hoje, com o apoio do Sindicato dos Empregados em Empresas de Asseio e Conservação de Curitiba e Região (Siemaco), resolvemos paralisar as atividades”, falou à Banda B Érick Morges, porta-voz dos trabalhadores.

De acordo com Morges, representantes da Via Plan afirmaram não terem entregue as cestas básicas devido ao atraso no repasse da Prefeitura de Curitiba. Ele também informou que os coletores recebem R$ 924 de salário e o benefício é fundamental para os trabalhadores.

Reposta

A assessoria de imprensa da Prefeitura de Curitiba informou que a Secretaria do Meio Ambiente está ciente do problema e tenta resolver com urgência. O repasse da verba para a cesta básica já foi pedido ao financeiro da Prefeitura de Curitiba e a entrega deve acontecer nos próximos dias. A assessoria ressaltou que o problema com o repasse vem da gestão anterior, de Luciano Ducci.