Da Redação com assessoria

Uma cobradora de ônibus de Curitiba foi detida nesta quinta-feira (30) pela Guarda Municipal (GM) por se apropriar de valores pagos em dinheiro na estação-tubo onde trabalha, no Centro da cidade. A operadora foi levada para prestar depoimento no 1º Distrito Policial.

(Foto: SMCS)

A Urbanização de Curitiba S/A (URBS) detectou que a cobradora estava usando um cartão de isento para liberar a catraca e se apropriar do dinheiro das passagens. A Urbs tem intensificado as auditorias no sistema de bilhetagem para verificar usos indevidos de cartões.

O sistema eletrônico de bilhetagem identifica usos repetitivos de cartões transporte nas mesmas catracas. “Esse foi um caso que começou com a auditoria do sistema de bilhetagem e foi confirmado pelas câmeras de monitoramento da estação-tubo e posteriormente por um fiscal à paisana no local”, disse o gestor de Fiscalização do Transporte, Amilton Daemme.

A Urbs vai enviar o relatório da situação junto com o boletim de ocorrência para a empresa responsável pela contratação da cobradora. O cartão usado para girar a catraca é do marido da cobradora, que é motorista de ônibus.
Em levantamento preliminar, a Urbs detectou que o mesmo cartão de isento foi usado por pelo menos 60 vezes na sessão de trabalho da cobradora em menos de dois meses.