AEN

O número de pessoas afetadas pelas chuvas intensas desta semana já chega a 102,6 mil, em 87 municípios paranaenses, conforme balanço da Coordenadoria Estadual de Defesa Civil, divulgado neste sábado (29). Mais de 13,2 mil pessoas estão desalojadas (tiveram de sair de suas residências e estão abrigadas em casas de parentes e amigos) e 1,4 mil estão desabrigadas (permanecem em locais públicos ou comunitários).

Sexta-feira (28), o governador Beto Richa assinou decreto estabelecendo situação de emergência em 59 municípios do Estado.

A maioria sofre com inundações dos rios Ivaí, no Noroeste, e Iguaçu, na região Sul do Estado. A Coordenadoria de Defesa Civil montou força-tarefa para apoiar, principalmente os municípios que decretaram situação de emergência. “Estamos com todas as equipes atuando nas regiões prioritárias”, afirmou o coordenador da Defesa Civil e chefe da Casa Militar do Paraná, coronel Adilson Castilho Casitas.

Equipes da Defesa Civil e um helicóptero foram enviados ao interior para ajudar os municípios atendimento à população.

Também estão sendo enviados colchões, cobertores, roupas, material de limpeza, utensílios para cozinha e lona para a cobertura emergencial de residências danificadas. A Secretaria da Família e Desenvolvimento Social faz levantamento da situação das famílias que precisam de abrigo, alimentos e outros suportes.

A Defesa Civil também mantém um monitoramento permanentemente junto ao Simepar e o Instituto das Águas para verificar a situação do clima e a elevação dos rios e prevenir qualquer desastre com a população. O Instituto das Águas irá disponibilizar serviço de desassoreamento de rios para os municípios prioritários.