SMCS
As escolas vencedoras do Carnaval 2013 de Curitiba serão conhecidas neste domingo

Mais de duas mil pessoas cantaram, dançaram e brincaram ao som dos sambas-enredo e das marchinhas que tomaram conta da Avenida Cândido de Abreu na noite de sábado (9). Até a chuva fina, que caiu sobre Curitiba durante todo o dia, contribuiu com o carnaval curitibano e cessou no início dos desfiles.

A festa começou com a passagem dos blocos Afoxé, Derrepent e Rancho das Flores. Depois deles, foi a vez das escolas de samba entrarem em cena. O prefeito Gustavo Fruet prestigiou a festa, ao lado da presidente da Fundação de Ação Social (FAS), Marcia Oleskovicz Fruet, que desfilou no Rancho das Flores.

“Curitiba tem um público que ama o carnaval e espera por ele. Cabe ao poder público garantir tranqüilidade, segurança e uma boa organização para que a população possa aproveitar com alegria”, disse Fruet. O prefeito informou que, a partir do próximo ano, o carnaval será planejado com maior antecedência e preocupação. “Vamos incentivar e fortalecer esta festa”, afirmou.

O presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Marcos Cordiolli, confirmou. “Daqui a 15 dias vamos instalar uma comissão permanente de carnaval na cidade”, explicou. O objetivo é profissionalizar o carnaval, investindo em formação de passistas e músicos. “O desfile de carnaval deverá ser o momento de apoteose de um processo que acontecerá o ano inteiro”, informou Cordiolli.

Em meio aos carnavalescos do tradicional Rancho das Flores, formado por integrantes da terceira idade que participam dos programas da Fundação de Ação Social , estava a presidente da FAS. “Para nós, que acompanhamos de perto o carnaval curitibano há muitos anos, é uma emoção muito grande estar agora aqui”, comentou Marcia. Neste ano, o bloco desfilou ao som de “Rancho das Flores nas Praças das Etnias”, dos músicos Luiz Ferreira e Rodrigo Barros.

Nas arquibancadas, a economista Patrícia Magalhães e a operadora Cristiane Magalhães, cunhadas, dançavam animadas ao som da marchinha. Elas foram prestigiar a sogra e outros parentes que desfilam no Rancho das Flores. Contaram que não perdem uma edição do carnaval curitibano. “Todos os anos estamos aqui”, disse Patrícia. “Não apenas para ver o Rancho das Flores, mas ficamos até o final da festa, porque adoramos”, confirmou Cristiane.

Também participaram dos desfiles na Avenida Cândido de Abreu os secretários municipais da Saúde, Adriano Massuda, e da Mulher, Roseli Isidoro, além de administradores regionais e outras autoridades municipais e estaduais.

Homenagem
Um dos momentos mais emocionantes da noite foi a homenagem especial a Ismael Cordeiro, o Maé da Cuíca, um dos grandes nomes do carnaval da cidade, falecido em dezembro do ano passado.

Fundador da primeira escola de samba da capital, a Colorado, em 1945, Maé também foi o autor do primeiro samba-enredo curitibano e de diversos sambas que marcaram a produção paranaense nesse gênero.

A entrega de uma placa à família do compositor foi feita pelo prefeito Gustavo Fruet e pelo presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Marcos Cordiolli, logo após os desfiles dos blocos. “Nunca esperava uma homenagem como esta. É uma emoção tão grande para nós que não tenho palavras para descrever”, disse a viúva, Teresinha Cordeiro dos Santos.

Na sequência, após a homenagem, tiveram início os desfiles das escolas de samba: Unidos do Bairro Alto, Os Internautas, Embaixadores da Alegria, Leões da Mocidade, Mocidade Azul e Acadêmicos da Realeza.

As escolas vencedoras do Carnaval 2013 de Curitiba serão conhecidas neste domingo (10), após a apuração dos votos do júri, que será feita no Memorial de Curitiba, a partir das 15h.