Da Redação com UOL

Cerca de 120 pessoas seguem como reféns dos presos durante rebelião em Aracaju, no estado de Sergipe neste domingo (18). Todos os carcereiros foram liberados no começo da tarde deste domingo, mas os familiares continuam dentro do Complexo Penitenciário Advogado Jacinto Filho.

O motim começou durante o horário de visitas dos familiares, segundo informou a Secretaria de Segurança Pública de Sergipe. Os presidiários mantinham mais cedo como reféns quatro carcereiros, um dos quais estaria ferido, embora não gravemente, mas ele foi libertado por volta do meio-dia. Os outros foram liberados no início da tarde.

A polícia negociou durante todo o sábado com os reclusos, mas estes se negaram a baixar as armas e a libertar as pessoas. A crise acontece a 26 dias do início da Copa do Mundo e em meio a vários protestos por reivindicações salariais e contra os altos custos do Mundial. Sergipe não está entre as sedes do torneio.

Leia a reportagem completa clicando aqui.