Agência Brasil

O enterro do ex-governador do estado Eduardo Campos e de três assessores dele, mortos em acidente aéreo na última quarta-feira (13), deve ocorrer às 17h no cemitério de Santo Amaro, próximo ao Centro do Recife. O governo do estado já trabalha com a expectativa de que o funeral reúna mais de 100 mil pessoas.

Os corpos saíram de São Paulo com destino à capital pernambucana às 17 horas de sábado. da Base Aérea, o caixão com o corpo do ex-governador seguiu, em carro aberto do Corpo de Bombeiros, até o Palácio do Campo das Princesas, sede do governo do estado. Carros funerários levaram os corpos do assessor de imprensa Carlos Percol, do fotógrafo Alexandre Severo e do cinegrafista Marcelo Lyra, que também serão velados em frente ao palácio.

A celebração da missa de corpo presente, pelo arcebispo de Recife e Olinda, dom Fernando Saburido, em frente à sede do governo de Pernambuco aconteceu pouco depois das 10 horas.

A pedido da família de Campos, foram feitas alterações no trajeto do cortejo fúnebre para que ele passe por bairro mais humildes da capital. Com isso, o desfile seguirá por toda Avenida Mascarenhas de Moraes, passando pelo Largo da Paz. Entrará na Estrada dos Remédios, passando pelo bairro da Torre e chegando até a Avenida Norte finalizando no Palácio do Campo das Princesas. O trajeto está sendo preparado hoje, com faixas, cartazes e banners em homengem a Eduardo Campos.

Além da presidenta Dilma Rousseff, que concorre à reeleição pelo PT, do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do presidenciável pelo PSDB, Aécio Neves, e de Marina Silva, vice na chapa de Eduardo Campos, 12 governadores já passaram pelo local e alguns permanecem fazendo as últimas homenagens. Também são esperados ministros, parlamentares, prefeitos, vereadores, empresários e embaixadores.