O acidente provocado pelo ex-deputado estadual Fernando Ribas Carli Filho em Curitiba e que vitimou Gilmar Rafael Yared e Carlos Murilo de Almeida completa quatro anos nesta terça-feira (7). E, para não deixar o caso ser esquecido, a família Yared divulgou nesta segunda-feira (6) um vídeo póstumo para Gilmar, para não deixar o atropelamento ser esquecido e pedindo que o julgamento aconteça em breve.

Carli Filho é acusado de duplo homicídio com dolo eventual. A perícia oficial apurou que ele dirigia a 173 km/h no momento do atropelamento. Segundo a denúncia do Ministério Público, ele ainda estava embriagado e com a habilitação vencida, mas responde ao processo em liberdade. Tanto a 2.ª Vara do Tribunal do Júri de Curitiba quanto o Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) determinaram que o crime vá a júri popular.

De acordo com o advogado da família Yared, Elias Mattar Assad, o processo encontra-se no Tribunal de Justiça do Paraná, já com pronunciamento da Procuradoria de Justiça do Estado do Paraná que opinou pela validade do exame de alcoolemia.

As penas previstas para os crimes oscilam entre seis e 20 anos de reclusão aumentadas até a metade (9 a 30 anos) pela existência da segunda vítima. Pelos trâmites processuais, há probabilidade de ser o caso julgado pelo tribunal do júri de Curitiba no segundo semestre deste ano.

Confira o vídeo em homenagem a Gilmar Yared, narrado pela mãe Christiane: